Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


09
Jun15

Quem me escreveu?

por chapeusechapeladas

Quem me escreveu?

A carta perdida 
as palavras que nunca ninguém me leu
uma mensagem esquecida
decifrada no meio da imensidão de estrelas
entre constelações
no meio de moradias e favelas
criam-se todas as ilusões
nas palavras que nunca li
nas acções que nunca tomei
nos sonhos que nunca esqueci
nos segredos que só eu sei
em qualquer parte está a acontecer
uma carta está chegando
alguém está perto de receber
as palavras que anseia.
Somos estranhas criaturas
nós os humanos
sentimos falta do que nunca tivemos
choramos a perda do que já fomos
ficamos tristes se está a chover
alegres quando o sol nos derrete a pele
sentimos pena daquele que a morte fez falecer
e alegria por aquele que a vida fez nascer
e no final tudo se resume a isso
morte e vida
sem estranhas explicações
de frente para o mar
não sei quem me escreveu
nem sequer sei se a carta chegou
o meu instinto diz-me que o meu sonho ainda não morreu
que ainda serei feliz para onde vou
as palavras que nunca li estendem-se vida fora
como se fossem passadeiras guias
apesar de o meu momento se chamar agora
tenho em conta que todas as pedras são frias
e mesmo as pedras aquecidas
arrefecem
afinal quem me escreveu?

Autoria e outros dados (tags, etc)

09
Jun15

Procissão da vida

por chapeusechapeladas
 

E lá vão eles......

8 Burros de carga.
Duas filas intermináveis de homens de vestido-saia por entre a multidão que estéricamente dá vivas e agradece sabe-se lá o quê.
É a procissão de Fátima em todo o seu esplendor.
Os burros carregadores andam horas com uma imagem em cima de um andor ás costas, uma imagem que segundo julgo saber era nefasta para os "pioneiros" da religião como Moisés, esta e qualquer imagem e ídolo não deveriam ser adorados por ninguém, não obstante disso lá está a multidão que precisa de acreditar em alguma coisa e não se poupa a esforços para dizer presente num evento em tudo contrário aquela fé escrita no Livro "Sagrado", mas o povo preciso de se agarrar a qualquer coisa nem que morra no caminho do "Santuário" mas tem esta necessidade que tolhe a pouca inteligência que possuem de encher os cofres deste fé!
Agora que dizer daquelas filas intermináveis de homens  com vestidos-saias?
Aposto que um psiquiatra perderia mais de metade da sua vida a analisar as infâncias destas pessoas em que o vestido representa o desejo que tiveram de fazer sexo com a mãe e a saia o desejo reprimido de serem travestis por entre aqueles que usando o vestido-saia se escondem atrás disso para esconderem a sua faceta homossexual o que até é natural mas que não sendo natural e até é monstruoso, tem aqueles que escondem a sua faceta pedófila, mas que isso não interessa nada pois afinal em nome de uma fé o que são estes pequenos acasos soltos numa dimensão maior que é toda uma religião que através dos seus actos actuais repudia todo o que era no seu ínicio?
E lá vai a procissão de Fátima......
Agora com a novidade de se verem cachecois de Fátima como se de repente um clube de futebol se abrisse naquele espaço todo e uma multidão em fúria apoiasse o seu clube depois deste se ter sagrado campeão de alguma coisa, é esta a fase moderna que se torna mais bonita e para ser realmente grandiosa só faltam as claques organizadas a fazer coreografias e a vender bilhetes lá fora assim como a vender drogas e também porque é uma tradição das claques de roubar negócios e eles não faltam em Fátima em nome da fé, turistas, peregrinos que merecem mesmo ser roubados, e tudo que apareça pois um adepto que se preze de pertencer a uma claque nem que seja de qualquer coisa que se chame Fátima tem que ser igual aos adeptos de todas as outras claques.
Mas nem tudo é mau, também tenho que referir os aspectos  positivos deste evento, pena que não me lembre de nenhum mas como esta coisa dura estes meses todos até 13 de Outubro quem sabe eu me lembre de algo que possa escrever para dar outra imagem que não aquela de exploração de algo que foi inventado para parecer o que não é, mas as crianças não mentem a não ser que sejam ameaçadas e ai não só mentem como a partir de uma mentira pode nascer um circo, palhaços, anões, cavalos, trapezistas, oportunistas e monstros não faltam, é só olhar que se distingue perfeitamente o clamor circense da parada!
E lá vai a Procissão de Fátima mais um ano, pelo 98º seguido e em todos estes anos o que não faltaram foram os burros de carga, os travecos de vestido-saia, os pedófilos disfarçados na multidão e o povo grita, o povo agita-se, o povo delira, é goloooooooooooooooooooooooooooooooo............
Cachecois no ar.
Faz-se a hola Mexicana, abraçam.se os aficionados, roubam as carteiras os claquados, apalpam os pobres que não conseguem mulheres bonitas, é a festa, é o delírio, e assim acaba este relato, com extase orgasmico.

Autoria e outros dados (tags, etc)

06
Jun15

Momentos obscuros.

por chapeusechapeladas

Do meu lado 

a sombra
o passado
delirando
eu vi imagens que nunca vivi
as estrelas entrando no meu quarto
um vento que me acariciava o cabelo que já tive
tudo parecia estar no seu devido lugar
não fosse eu estar de olhos fechados
separado da realidade
sei que um dia já fui feliz
mas é apenas uma sombra
tantas lágrimas que derrama o mundo
mas ninguém chora as minhas
tantas cartas escritas para todo o mundo
mas ninguém consegue escrever os meus sentimentos
pouco importa o que fazem lá fora
ninguém sabe o que vivo cá dentro
do meu lado
vejo-me num universo paralelo
mas não tenho a certeza que ele existe
do meu lado sinto-me 
mas não consigo abraçar-me
é tão triste 
quando queremos fazer uma maquina de dar abraços
só para sabermos como é um abraço genuíno
debaixo deste céu de vasta imensidão
compreendo como sou pequenino
a sombra dissipa-se
vejo claramente que estou sozinho
entre duas realidades distintas
dentro de mim mesmo
fora de um passado que já vivi
e ao qual não posso voltar
pouco me importa o que possam dizer
se estou a chorar como um menino
as lágrimas são minhas
mesmo que as podesse derramar pelos olhos alheios
elas recusar-se-iam a fazer esta transferência
por entre as paredes das ruas que deixaram de existir
faço viagens
recuso-me a desistir
em algum lugar entre os sonhos e o sono
eu tenho que acordar para ver as duas realidades
tenho que agarrar os pedaços do passado
arranca-los do meu peito
e fazer deles mais que um monumento
quero viver tudo outra vez
preciso de sentir tudo outra vez
o presente poderia ser tão belo
o futuro está no lugar onde sempre estará
no amanhâ
mas o passado.....
é a sombra que me cobre
o lençol que me descobre
confinado a sonhos apertados
que precisam de ser libertados
das sombras que os cobrem
para que as mesmas também me deixem.

Autoria e outros dados (tags, etc)

06
Jun15

Fado do azar.

por chapeusechapeladas













Não consigo evitar
todo este desnorte

sem o antídoto

para acabar com esta má sorte

fico com pele de galinha

sempre que vou urinar

acaba tendo sempre uma abelhinha

que me acaba por ferrar

não consigo entender

porque a sorte parece não existir

é o tal ser ou não ser

caindo pelas escadas a subir

tudo indicia

que a sorte é uma puta

que só aprecia

quem já é filho da truta




que posso eu fazer?

Com este desassossego

todos parecem viver

como se não tivessem medo

parece que todos usufruem da uns pózinhos

daquilo que empurra a vida para a frente

enquanto outros como eu usufruem de uns corninhos

que ficam para sempre

não consigo acreditar

que não nasci de cu para o ar

mas com a sorte que me acompanha

eram capaz de me comerem

mesmo no meio de uma banha

sem que com isso fossem capaz de sofrerem

não consigo compreender

este estado de vivência

parece que tudo me quer fuder




e eu sem nenhuma paciência

anda cá filha da puta de sorte

vou-te enrrabar

nem que isso seja a minha sorte

comigo vou-te enterrar

embora o mais certo

e ser enrrabado

ter o azar por perto

é ter a sorte em qualquer felizardo

todos menos eu

usufruem dessa permissa

para todos existe o céu

mas só eu que ouço a missa

e só para terminar

porque tenho que levar o meu lamento para outro lado

acabei de perder uma unha

na merda do meu teclado

só estava a escrever

tudo aquilo que me vai na alma

ao ver este sofrer

ainda me pediram para eu ter calma

vou enfiar o dedo no cu

espero que não arranhe

trato o azar por tu

e não tem ninguém que o leve da minha vida!!




 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 










 

Autoria e outros dados (tags, etc)

06
Jun15

Os segredos do Coelho

por chapeusechapeladas













Com as eleições á porta os mais mediáticos candidatos aparecem ao levantar, ao pequeno almoço, ao almoço, ao lanche, ao jantar, ao deitar, parece que eles  tem uma estranha cola que os junta á televisão.
Como eu gosto de ver noticiários a coisa torna-se incomodativa, especialmente porque é muita parra para pouca uva e eles não apresentam nada de novo, nada de inovador, nada de construtivo, são tipo ratazanas que procuram o seu esgoto de eleição que depois se traduz nos compadrios que faz o dinheiro desaparecer sem que alguém lhe tenha tocado.




Mas o que mais me chateia é que por estes dias o mais idiota dos idiotas em Portugal lançou uma Biografia, um homem com 51 anos já tem uma vasta obra para ser lida, ainda que esta obra passe pelo auto-elogio e para elevação de um ser que nasceu filho de ricos, nunca fez nada na vida a não ser andar metido no partido dele, a não ser que trabalhar em OMGs conte como trabalho que ele nunca declarou por não saber que o tinha de fazer e que não se lembra de ter recebido 5 mil euros, ou aquele trabalho naquela empresa que recebeu milhões da CEE para formar pessoas para trabalhar em aeródromos no interior de Portugal onde não existem aeroportos.






Ora acordar com doce de coelho, sentir o dia com sandes de coelho, almoçar estufado de coelho, merendar tortilhas de coelho, jantar estufado de coelho e adormecer com o caralho do coelho presente na cabeça é a doença que não recomendo a ninguém, como tal a minha recomendação é que todos quantos estão enjoados da caldeirada de coelho que mudem de canal e nem que seja para um canal de televendas, afinal não existe dinheiro para ser gasto, por isso é melhor ver o que não se pode comprar graças ao coelho que ver a estupidez do coelho!













 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D