Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


23
Out13

História do romantismo!!‏

por chapeusechapeladas

Hoje em dia com o stress do dia a dia se vão perdendo coisas simples e que alcançavam um prazer enorme junto de todos aqueles que dão valor as coisas simples da vida, uma destas coisas é o romantismo!!

Com a rapidez com que tudo se processa actualmente o romantismo é algo que fica fora de mão desta vida porque precisa de um processo que não se adequa a esta vida rápida que vivemos por isso e porque alguns ainda adeptos do romantismo saudosos choram por ele eu resolvi reavivar a história do próprio romantismo.
No tempo dos dinossauros que são desconhecidos para o livro que se diz mais antigo do Mundo que é a Bíblia já se praticava um romantismo muito rÁpido e forte no seu processo de apaixonar não só os dinossauros mas todas as gerações que se seguiram que viram ali o nascimento do romantismo e passo a explicar....
Quando um T-Rex se apaixonava por um Camarassauro por exemplo demorava dias e dias a segui-lo, viam o pôr do sol todos os dias, suspiravam pelo anoitecer e quando se encontravam finalmente o T-Rex comia o Camarassauro de todas as formas e feitios.
Depois passamos para os homens e mulheres das cavernas em períodos NeolÍticos e PaleolÍticos e Putaliticos que se deslocavam para os cumes das montanhas e abraçados contemplavam as paisagens e a vida que lentamente se ia passando naqueles tempos, depois se levantavam e quem tinha mais vontade dava uma paulada no outro e o comia.
Na evolução dos tempos chegamos a era medieval onde a verdadeira inspiração dos cavalheiros começa quando começam a circular rumores de que os cavaleiros salvam princesas de castelos o que fez sonhar muitas gerações seguintes com o príncipe encantado e quando realmente eles conseguiam salvar as princesas sem serem mortos por alguma flecha que não era de cupido ou pelo tal dragão era quando realmente o romantismo emergia em todo o seu esplendor, penso até que foi nesta época que o romantismo atingiu o seu pico de autoria, então o cavaleiro ou príncipe ou a puta que o pariu pegava na sua princesa e a levava no seu cavalo em direcção ao horizonte ou até que o cavalo estivesse farto de carregar dois, então começava o verdadeiro jogo de sedução em que o príncipe tinha que se livrar de uns 40 kilos e armadura e armas, depois todo suado não tomava banho e tentava arrebentar o cinto de castidade da princesa usando até guindastre que atirava pedras com 2 e 3 toneladas a distancia de 500 metros e quando finalmente conseguia, todo suado e sem tomar um banho a umas boas semana comia a princesa.
Os tempos foram-se transformando e os poetas deram um toque mais sublime ao romantismo ao usarem temos românticos como oferecer flores e chocolates e pegar não mão para beija-la e outros afins que tornaram o romantismo foclórico porque no final de cada oferecida de flores, de pegar na mão para beijar e de cada frase romântica alguém era sempre comido/a!!
E chagados aos dias de hoje o romantismo foi elevado como nunca quando eu me debrucei sobre o tema e falando em nome próprio entendo o romantismo como algo que é precioso e que deve ser protegido por forma a que todos obtenham o melhor da vida que é obviamente o sexo porque quando alguma mulher me pede para dizer algo romântico eu lembro-me de todos os meus antepassados e digo-lhe:
TIRA A ROUPA!!

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D