Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


30
Nov14

As dores codificadas!!

por chapeusechapeladas

Hoje gostaria de falar de dores...

Falar de todas as pessoas e sem falar de ninguém, mas de uma forma abstrata abordar aquelas pessoas que tomas as dores alheias como se fossem as dores delas.
Pessoas que já tem as suas próprias dores mas nunca se inibem de sentir mais umas quantas que chegam de um/a amigo/a, de um familiar, ou até de um desconhecido, existem pessoas que se sentem bem com uma boa dor.
Quando se conhece uma pessoa assim o melhor é ficar logo prevenido, pois a pessoa vai ficar tão preocupada com as dores alheias que não vai prestar atenção nas dores de um relacionamento, isso é quase certo que essa cegueira é uma forma das pessoas se escudarem de algumas coisas.
Se tem coisa que eu nunca gostei foi de sentir dores alheias, ainda mais quando elas atrapalham as dores daqueles que realmente me importam, ao contrário de outras pessoas prezo demais as minhas dores para estar preocupado com as dores de quem não conheço e de quem conheço mas que na verdade não é mais que um escudo humano para que as verdadeiras dores não aflorem num tempo e num espaço que se quer que passe o mais rápido possível e sem grandes ondas!!
Pode ser um texto codificado este, de certa forma é-o!!
Mas eu gosto de escrever desta forma, porque assim abstratamente eu falo para o ar e continuarei a falar, não quer tenha algum problema em chamar os bois pelos nomes, mas apenas porque enquanto eu achar que isso é desnecessário vou escrevendo para lavar as minhas próprias dores, especialmente aquelas que me causa as pessoas que dizem estar comigo e se preocupam mais com as dores alheias.
Até nem me importaria com isso, não fosse estranho olhar o céu e vê-lo com nuvens, esse mesmo céu que muitas pessoas olham para o ver azul brilhante e sem ponta de mácula!!
Acho que me tornei mesmo estranho, já me tinham dito isto e eu não acreditei, mas de facto a cada dia que passa mais estranho me sinto, porque a minha "normalidade" é bastante diferente da "normalidade" com que as pessoas encaram a vida e as dores que mais lhes competia darem atenção!!
Como dizia aqueles sábio que nada sabia, e cujo o nome eu desconheço por só me lembrar de gente que sabe ou sabia alguma coisa "Faz tempo que o menino quer chorar, mas guardas as lágrimas para chorar de uma vez só"
Aposto que esta ninguém vai entender, mas é isto que me dá charme e poder em relação aquilo que escrevo, como tenho dito frequentemente a algumas pessoas, não escrevo para ser entendido, nem para ser comentado e muito menos aplaudido ou reconhecido, escrevo porque as minhas dores estão acima das dores de qualquer pessoa que eu não conheço ou no mínimo mal conheço e essas dores que eu sinto que não estão misturadas com dores alheias, são as dores que eu preciso de resolver sem me alhear de que elas são a parte mais importante que eu preciso de resolver na minha vida!! 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D