Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


22
Nov14

Quando não vejo o sol!!

por chapeusechapeladas

O sol ainda não chegou
eu vim para me despedir dos tempos em que enlouqueci
a água do mar o meu corpo salgou
quando a única coisa que eu precisava era olhar para ti.....
Nem que não fosse para dizer nada de relevante
eu necessitava de ver os teus olhos uma vez mais
nem que fosse um só instante
para que soubesses que eu ainda sofro de amor
e a tua ausência aumenta ainda mais o meu sofrimento
parece que a nossa história foi um lapso no tempo
de tão rapido que aconteceu
nos dias cinzentos as minhas manhãs adormecem
não vislumbro um raio de sol no céu
tão negro como o meu coração sofredor
sinto as saudades das tuas palavras que eu bebia lentamente
só para ver os teus lábios se mexendo
como se fossem a minha iluminação de sempre
onde as minhas raízes cresceram


e sem ti murcharam!!
A minha casa sem varanda
o meu quarto sem janela
esta saudade que tanto anda
e tu estás sempre dentro dela
como se fosses uma erva daninha teimosa
cresces sem que eu nada consiga fazer para que isso não aconteça
talvez seja esta a minha forma carinhosa
de dizer que eu talvez não te mereça
mas que continuo a amar-te
sinto as saudades próprias de quem sente os dias mais distantes
aqueles dias tão céleres em que os teus braços se cruzavam com os meus
e todos os dias eram dias de sol a brilhar em todos os céus
os beijos que gostavam de ser mais longos
eram têmperos daquilo que os nossos corações e almas sentiam
éramos como dois pombos
como duas gotas de água que se bebiam


não admira que agora o sol não chegue
tantas memórias que não me largam o pensamento
é cada vez maior a minha sede
sinto esta necessidade de viajar no tempo
para te ter quando não te tenho
para te amar quando não posso mais amar-te
para te beijar quando ainda sinto o sabor do último beijo
sinto esta necessidade de viajar no tempo
para te abraçar quando não sinto os teus braços
para te acariciar quando não sinto a tua pele
para reconstruir o homem que virou pedaços
que não vê o sol desde que te disse olá pela última vez
e que conta os segundos para dizer que te ama
uma, duas, três
as vezes que forem necessárias
para que o sol me apareça
e o teu sorriso me aqueça
e eu possa dizer que sou um homem realizado!

Autoria e outros dados (tags, etc)

22
Nov14

Trocar o destino!!

por chapeusechapeladas

Quantas vezes eu pensei em trocar as voltas a este destino
outras tantas a coragem me faltou
ainda ouço as vozes daquele menino
que queria ser cowboy ou pirata
que cresceu e assim continuou
a viver em sonhos de prata
tantos foram os anos em que o silêncio foi maior
poucos sabem que o remorso também mata
ainda que não mate prontamente
mata lentamente e silenciosamente
tantos desejos reprimidos
volto para onde me escondo


reprimo os meus sentidos
mesmo quando mastigo não como
são noites tão vazias
manhâs submersas em suores e tremores
tão poucas são as alegrias
raros são os amores
e na solidão agarro-me ao meu arrependimento
as mudanças que não fiz quando podia
o meu descontentamento
tira-me a luz do dia
quantas vezes pensei em fazer um golpe de estado
outras tantas vezes me acobardei


talvez porque me tenha habituado a ficar do meu lado
e não tenha voado quando na primeira vez falhei
não me levantei
nem sequer fui de novo tentar
contentei-me em ficar onde fiquei
cortei as asas que me poderiam fazer voar
e não mudei o destino que carrego
agora nem sequer sonho
já nem espero
poderia ter tentado mudar o que vivi
mas com certeza que nunca teria vivido esta vida
a incerteza de que se a outra seria melhor que esta!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

22
Nov14

Uma capa protectora!!

por chapeusechapeladas

 

Eternamente apaixonados
duas metades de uma só história de amor
numa só nuvem abraçados
envoltos na água de um só sabor
na cama
despidos de tudo o que nos rodeia
o desejo que nos chama
para degustar o pequeno almoço na ceia
corpos suados
e quentes
somos a história de todos os pecados
ardentes
despidos de todos os preconceitos
inventamos novas posições


momentos perfeitos
até a mãe de todas as sensações
o orgasmo
mistura molhada
quando as duas metades se fundem
é uma partícula de uma parte inacabada
quando nossos corpos se unem
eternamente apaixonados
duas metades de uma só história de amor
numa só sensação abraçados
envoltos nesse mesmo torpor
que nos hiberna
a saudade é apenas um motor
que nos acena


para que não nos separemos
o meu corpo já não vive sem o teu
foi assim que prometemos
o teu abraço é só meu
as minhas carícias são só tuas
em sintonia
o nosso ninho é composto por imensas luas
quando os nossos beijos nos mostram
o que é a verdadeira alegria
as sombras apostam
que um dia também seremos duas sombras
agarradas uma na outra
livres como duas pombas


a nossa história será coisa pouca
porque nunca existirão palavras que a descrevam
tal e qual ela aconteceu
as coisas lindas que fizemos
repintamos o céu
demos um novo nome ao desejo do amanhecer
parece que éramos só tu e eu
mas sempre fomos três
e tanto para dizer
nem sempre falamos á vez
mas coabitamos perfeitamente
nesta história sem capa e sem autor
mas as suas folhas contam a mais bela das histórias
em que entro eu, tu e o amor!

Autoria e outros dados (tags, etc)

20
Nov14

Blue Jeans 1975 por Glória Guida!

por chapeusechapeladas

Autoria e outros dados (tags, etc)

14
Nov14

Violência domestica!

por chapeusechapeladas

Qualquer tipo de opressão é covarde e diz muito de quem a pratica, normalmente estas acções saem de pessoas covardes que se fazem aconpanhar por duas certezas na vida, guarda costas ou a certeza que a vitima não se pode defender, este é o retrato do covarde!
Em Portugal nos últimos 10 anos foram assassinadas 298 mulheres pelos maridos, namorados, ou os ex. das duas coisas, é muita morte estúpida e sem sentido algum, pois não é em legitima defesa, não é para defender os seus, é

pura e simplesmente um acto covarde de quem nem sequer deveria ter nascido, a violência domestica tem reflexo em varias acções que perpetuam a mesma, violência fisica, e pesicológica e uma coisa normalmente leva a outra com os tristes resultados que se conhecem.
Quando um "homem" não sabe ser HOMEM e necessáriamente gosta de agir como um

covarde nojento para se afirmar diante do seu ego que não é mais que um rosnar de burrice agúda, é quando acontecem todos estes crimes pelos quais os seus autores deveriam ser condenados a morte, não só pelo justo castigo mas também para dissuadir este tipo de covardias, pois na minha opinião só pode ser contra a pena de morte quem nunca viu um dos seus ser assassinado/a.

A única coisa que foge a minha compreenção é o facto de ter a convicção natural de que as relações tem apenas dois caminhos possíveis, ou resultam ou não resultam e quando esta última possibilidade acontece nada melhor que cada um ir para o seu canto procurar uma nova vida, uma nova relação, pois mulheres existem muitas assim como homens sem necessidade de assassinatos covardes e sem sentido!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

14
Nov14

Sair e ficar em casa!!

por chapeusechapeladas

 

Fico em casa tentando entender
estas coisas do amor
tanto ainda para aprender
mas saltemos a parte rençosa
tenho de encontrar o motivo
para explicar este gosto por amar
sinto a falta dos rostos felicissimos
das mulheres a quem já me dei
os seus sorrisos contentissimos
foram as melhores lembranças que guardei
detesto despedidas
tenho de sair destas quatro paredes
nem as palavras mais sentidas
são as que trabalho para tu leres


se ainda não me conheces
o meu nome é amor
chama-me delicado
abre-me os teus braços
terás sempre um homem esforçado
do príncipio, ao meio e no fim
entrega-te a mim
explica-me estas coisas do amor
passos dados sem qualquer planeamento
para trás das costas guarda-se o rancor
a vida é o momento
e o momento é amor
agora sei
tenho que amar outra vez


vou barbear-me
tomar um banho perfumado
vestir-me e preparar-me
para te encontrar em qualquer lado
estou faminto de amor
farto de estar enjaulado
se tu também te sentes assim
vai ao restaurante onde eu estiver
lá encontrarás o melhor da ementa vivida
o sonho que te fará esquecer
qualquer dor vinda de qualquer ferida
hoje saciaremos a nossa fome de amar
amanhâ já não precisarei de sair de casa!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

14
Nov14

O lugar certo....

por chapeusechapeladas

 

 

Sem lugar para onde ir
sem ninguém a quem dizer adeus
não quero que pareça que estou a fugir
dos meus amigos ou de Deus
mas voltar está fora de questão
afinal nem sei para o que poderia voltar
quando foge a razão
é impossível ter algo com que sonhar
com a esquina já ali
uma curva para novos horizontes
num livro que nunca li
sem recordações de um coração partido....
Em parte incerta
sem um lugar para me acolher
sou a consciência de uma porta aberta
que se fecha para se esconder

 


sem esperança de chegar a um porto seguro
grito com todas as minhas forças
ainda tenho um coração puro
apertado num colete bem exigente
bate como um sinal intermitente
mas ainda procura o seu lugar
os números não coincidem
as apostas parecem ser altas de mais para este valor
não se deve apostar na incerteza
nem naquele momento de fervor
sigo andando
caminhando
sem lugar para onde ir
será meu destino?
Não gosto desta sensação de incerteza
nem gosto de ver a vida olhar-me com desdém
sou um descendente da fortaleza


que se ergueu em cima do sangue de alguém
dei todas as minhas vidas passadas
está navega nestas águas
como uma vela a deriva
não quero ser uma mentira
ou uma inverdade
quero buscar a curva certa
a porta aberta
ter um lugar para ficar
um ombro onde chorar
uma mão onde possa desabafar
quem sabe se atrás dessa miragem
não encontro o bilhete certo para que a minha viagem
tenha o final esperado
o mais desejado
com o fim certo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

14
Nov14

Quão difícil é....

por chapeusechapeladas
 

 

Quão difícil é estar consciênte da nossa mortalidade
tantas vezes atravessa-se o fronteira do que é e pode ser
o sentimento da infelicidade
naquilo que é a vida que não se pode viver
as dores que falam das cicatrizes que o tempo apagou
sem direito a repetições
o sol até chorou
pois até ele não tem o poder das rectificações....
Quero ir-me embora sem deixar má impressão
acredito que as histórias acomulam-se em cima de uma única
dá-me esta estranha sensação
que viver é uma espécie de ilusão
parece-me que a vida é uma linha ténue


uma linha invisível que separa o presente do futuro
as sensações de um augúrio
previsão sem sentido
sentir sem palavras
quão difícil é estar consciênte que se vai morrer
fica tão pouco para dizer
as acções que desapareceram ao longo de uma curta viagem
são desacertos
concertos
fios tecidos por um destino que ninguém conhece
sonhos de quem só aparece
na maré de um mar que desaparece
engolido por uma terra que ninguém merece


mas que cobre todos quantos a ela regressam
afinal os descendentes ficam
o antecedentes partem
e nesta curta conclusão descobri que sou um antecedente
do presente
que no futuro também será o ausente
daqueles que serão os descendentes da gente
que um dia saberão o quão difícil é
estar consciênte da sua mortalidade
sabendo que tem de cair de pé
como um herói solitário
que se consola a si mesmo sabendo que a sua morte
é a morte de alguém que sempre soube que nasceu para morrer!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

14
Nov14

Nada como ser movimentado!!

por chapeusechapeladas
5_0.gif

 


large.gif

 


cachorro-muito-louco.gif

 


6Y4Qlg7-1.gif

 


cachorro-louco-tri.gif

 


ZdGV36w.gif

 


gif-cachorro-bravo.gif






Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 2/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D