Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


26
Mar15

Podemos sempre....

por chapeusechapeladas


Vejo que os teus olhos me querem dizer alguma coisa
comportas-te como uma pequena menina
sessurras algo doce que eu não posso ouvir
diz-me o que se passa na tua cabeça?
não importa que as pessoas pensem...
que somos de dois mundos diferentes
amo-te tanto que me doi por dentro
quando não te ouço
podemos sempre tentar entender...
porque este amor luta tanto
um pouco com mais força
podemos tentar agarrar esta paixão
que nos domina e nos prende
ouvi o telefone e só Deus sabe como estremeci
nunca uma chamada gratis foi tão desajustada
quando tantas vezes me tentastes dizer...

por gestos o que os teus olhos sentiam
a minha vida está a mudar tão depressa
agora tenho medo de ficar sozinho, sem ti
podemos sempre tentar mais um bocadinho
sem orgulhos e preconceitos
solidificar tudo o que temos dentro de nós
não importa o que digam
preciso de ti mais e mais
do que alguma vez consiga te dizer
e podemos sempre tentar ficar em silencio
e deixar os nossos olhares falarem
com a paixão redobrada...
com o amor renascido
podemos sempre...
viver simplesmente o amor que nos une
através das palavras do olhar!!


 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

26
Mar15

Magoado!

por chapeusechapeladas

Estou tão magoado....
por pensar, que me podes ter mentido
estou magoado...
por não te conseguir tirar de dentro de mim
dissestes que não éra verdade
que nunca nos separariamos
mas quisestes algo novo
e partistes o meu coração
estou tão magoado...
mais do que alguma vez possas imaginar
sim...meu amor
estou tão magoado...
porque...
ainda te amo tanto

pior ainda...
me deixei magoar como nunca antes...
tinha acontecido!!
porque eu...
nunca...mas nunca
te magoaria desta forma cruel!!
sinto-me como um tolo
que acreditou nas palavras do Pai Natal
e ficou sem presente
enquanto olho para a distancia...
que separam o inicio do fim
tudo que percorri me parece tão distante
estou tão magoado...
por ter desistido de tudo que sempre quis

antes de me teres aparecido
já deveria ter entendido que não seria o unico
deixaste-me o oceano
e entre nós os dois um muro se ergueu
da água ao céu
não ficou mais facil ir embora
apesar de o sol brilhar timidamente
á medida que as lagrimas vão secando
sinto-me um estrangeiro em qualquer lugar
sinto-me tão magoado...
e tenho de o dizer
para que o vento me conforte
e a lua me faça acreditar...
que sempre fui o unico
que saiu magoado da nossa história!!

 
 
 
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

26
Mar15

O que é a delicadeza?‏

por chapeusechapeladas

Dizem os entendidos em delicadeza que não é delicado, levantar a voz,falar palavrão, deixar uma pessoa a falar sozinha, não atender o telefone sabendo quêm está a ligar, e tem muitas mais coisas mas confesso que agora não lembro mais nenhuma porque estou a tentar ser delicado.
Para mim ser delicado é:
Abrir a porta para uma mulher, dar-lhe uma rosa, puxar a cadeira para ela se sentar ou estatelar conforme os dias, para mim ser delicado é não ser bruto na penetração, evitar coçar o cú se tiver comichão, é ser educado sem nunca mencionar que o posso ser.

Também confesso que esta merda das delicadezas me faz um bocado de confusão...
Senão vejamos a minha linha de pensamento, será que posso ser delicado sem parecer um pouco gay? será que a delicadeza não será entendido como uma fraqueza a ser explorada?
Realmente esta merda da delicadeza faz-me uma grande confusão, porque quero ser delicado mas não muito, quero ser prestavel, ma não muito, quero fazer o que acho certo sem fazer aquilo que os outros acham certo.

Então por uma questão de delicadeza, deste homem extremamente delicado, obviamente não vou mandar se foder quêm é delicado porque na verdade quero ser eu a foder a delicadeza sem olhar a meios nem a forças que podem parecer desnecessárias, mas segundo me constou a delicadeza foi alvo de uma foda muito violenta e perdeu-se nos sabores agridoces de uma refeição bem proporcionda servida por um dos criados negros que a anti-delicadeza mandou á delicadeza quando escreveu um bilhete entregue pelo mesmo que dizia o seguinte:
"VAI TE FODER QUE APOSTO QUE VAIS GOSTAR!!"
E assim eu fico nesta indecisão entre ser ou não ser, que se foda a questão, mas estavamos a falar de quê?

 
 
 
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

26
Mar15

No que acreditar?‏

por chapeusechapeladas

"tu fazes falta" "tu dás alegria" "isto sem ti ficou sem graça" etc.
Frases de alguêm que sente a falta de outra pessoa? ou frases de quêm sente a falta das babaquices de outra pessoa?
Para o caso não interessa, pois nada se recomeça, nada volta para trás a não ser o caranguejo e mesmo esse não é burro o sufeciente para voltar a entrar duas vezes na mesma armadilha.

Com o tempo normalmente se vê as diversas faces das pessoas, honestamente gosto mais da face mas contante ainda que ela não seja agradavel, porque mudar de face deve dar muito trabalho ou para manter a verdadeira, ou para manter aquela que se quer mostrar, de qualquer das formas penso que se deve poupar nos ilogios e apelações porque mais tarde o tempo pode vir a dar uma imagem totalmente diferente daquilo que se mostrou!!
Amanha como diz o poeta pode-se fazer o que ainda não foi feito, mas concerteza não se pode refazer o que já foi feito, até porque não tem como, em cima do que se fez ou se disse não tem o que fazer mesmo!!

Por isso que sou considerado um babaca, para mim não tem duas formas, dois pesos, duas medidas, tem o que se fez e que concerteza não se volta a fazer nem com palavras melosas ou convites irrecusaveis.
Acredito numa coisa e só nela, O TEMPO!!
Ele coloca tudo a nú, as babaquices, as melações as mentiras e tudo o mais que for sendo semeado...
Cada vez mais me convenço qeo tempo é o meu melhor aliado ainda que sendo o meu pior inimigo, é o meu melhor amigo, o meu melhor detetor,o tempo mostra-me a veracidade de tudo o que acontece e é dito e nada como o tempo para eu me perguntar e ter as respostas as minhas perguntas.

Me lembrei de uma coisa bastante pessoal, as ultimas imagens são as que ficam, mesmo tendo um passado de imagens boas e acontecimentos que fazem parte da nossa historia de vida, as ultimas imagens são aquelas que prevalecem,mas não é só para mim, isso é generalizado, e agora m pergunto:
"a ultima imagem apaga a primeira?"

Eu tenho a certeza que em certos casos não se esquece imagem nenhuma, mas a ultima é a mais lembrada e vista, como tenho a certeza de que quêm quer viver de rendimentos de atitudes e realizações boas que no passado teve arrisca-se a ficar com a ultima imagem queimada.
E pronto acabou mais uma divagação babaca, mas que eu tenho sempre um certo prazer em a colocar no papel, até porque como sempre disse o meu avô "vozes de burro não chegam ao céu"

 
 
 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

26
Mar15

O segredo de uma infancia feliz..

por chapeusechapeladas

Na India a maior parte das crianças é pobre mas é feliz, porque simplesmente elas vivm em harmonia com a natureza e com os animais....


Nunca entendi porque nunca me deixaram ter um animal destes em pequeno!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

26
Mar15

Hoje já não é mais.

por chapeusechapeladas

Todo aquele amor que éra sentido...
de uma forma quase doentia
hoje é um enorme vazio
esvaziado da sua propria alegria
vai-se estinguindo, pouco a pouco
como se de uma tortura se tratasse
já foi um amor louco...
como se hoje alguem disso lembrasse
nunca escondi a tristeza...
de tudo aquilo que me faz mal
vária vezes antecipei a sobremesa
quando o jantar éra sempre no mesmo local


olhando em meu redor...
diria que está tudo na mesma
não...este não é o mesmo amor
nem posso dizer que está mais maduro
posso sim afirmar que hoje parece uma vela
quase sem pavio, nitidamente perto do seu fim
o que ontem éra uma janela...
hoje não é mais que uma porta fechada
cada vez mais fechada!!
sinto vontade de mandar tudo para as urtigas
virar costas e apagar de vez...
estas horas, estes kilometros, esta milhas


tanto tempo desperdiçado!!
nem se pode falar em valer a pena
sentindo o amargo na boca
concerteza que não vou falar de uma experiencia positiva
quando sinto tanta carga negativa
nem quero pensar nos momentos bons
porque na verdade...vivemos momentos maus
e o passado não limpa o presente
estando este ausente
tudo o que fica é uma enorme tristeza
de um sonho que ocupou um espaço
que hoje em dia não existe mais!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

19
Mar15

Aprender a pedir!

por chapeusechapeladas






Já toda a gente passou por aquela fase do pede por favor, quando somos pequenos e os nossos pais ou familiares ou mesmo os professores nos dizem que para pedir alguma coisa e sermos bem sucedidos nesse pedido, pedir por favor é a melhor forma de se alcançar o que se deseja.
Depois chega-se na adolescência e o pedir por favor torna-se num pedir por favor e com jeitinho que segundo a maioria das pessoas resulta em que aquilo que se pede é concedido.

Já como adulto o pedir por favor se torna natural, o jeitinho vem da experiência entretanto adquirida e no final de todo este processo a filha da puta da resposta é a mesma:




NÃO!!!

Agora interrogo-me eu?

De que valeu ter uma infância de aprendizagem, uma adolescência condizente, e ser adulto educado?

Por isso que hoje em dia defendo que haveria de haver uma nova classe de ladrões no mundo, e esta classe seria composta por homens e mulheres porque o machismo está a muito ultrapassado, que quando desejassem ver uma mulher ou um homem tirar a roupa interior, deveriam assaltar mesmo e sem jeito nenhum dizer:




-Tira a roupa ou levas um tiro!!!

Naturalmente que depois da roupa tirada o que acontecesse depois teria de ser de comum acordo porque não gosto de violações nem de nada forçado, mas pelo menos a pessoa que a gente quer ver despida estaria ali despida sem desculpas e sem jeitinho e sem favores nenhuns!!

E depois para ouvir um sonoro NÃO é melhor ver uma mulher/homem despidos que vestidos e escondidos atrás de qualquer "problema"




Na verdade tudo que aprendemos ao longo da vida de nada serve quando encontramos pessoas que aprenderam as mesmas coisas que nós e fazem precisamente o contrário do que lhes ensinaram.

Porque quando alguém pede por favor e com jeitinho, não se pode recusar esse pedido seja ele qual for desde que não envolva animais, chicotes, e terceiros!!









Autoria e outros dados (tags, etc)

19
Mar15

Próprio eu!!

por chapeusechapeladas

Porquê que não sou um escritor famoso? 

Ou então um cantor famoso?
Estas perguntas não as faço frequentemente porque não sou nenhuma das coisas, nem pretendo ser, porque me falta a essência de um escritor e de um cantor.
No entanto não é por isso que eu não escrevo, ainda que mal consigo escrever por minhas próprias mãos e sem me lembrar de nenhum escritor, não porque não lhes reconheça mérito, que o tem, mas sim porque costumo pensar pela minha própria cabeça e não sigo pensamentos de ninguém!!
Cantar não canto nem no chuveiro porque a minha voz é tão desafinada que além de ter medo de partir espelhos e lâmpadas, também tenho medo de vir a ser processado por ter matado algum vizinho com um ataque cardíaco!!

Falo destas coisas porque não gosto de pessoas medíocres, e detesto ver plagiar tudo o que diz respeito a escritores e cantores que fizeram sucesso com o mesmo intuito de fazer o mesmo sucesso, mas não a custa de criatividade própria mas sim a custa da criatividade alheia, ou para que as pessoas pensem que está ali alguém muito inteligente, mas quando abre a boca ao mesmo tempo que pensa, a pessoa demonstra muito bem aquilo que é!!
Sei perfeitamente que existem pessoas com limitações e ritmos próprios, mas mais vale serem elas mesmas que tentarem ser algo que mais tarde ou mais cedo não vai colher bons frutos, quem se inibe de pensar nunca colhe bons frutos, ainda mais plagiando algo para mostrar aquilo que não se tem!!
Não é a toa que tem milhares de escritores que nunca fizeram sucesso porque se limitaram a ser copias de alguém original, e na musica o caso ainda é mais latente, são milhares e milhares de "cantores" a plagiar com lançamentos de CDs que só as pessoas menos cultas compram.
Não tenho a pretensão que aquilo que eu digo seja lei, porque não o é, apenas transmito uma opinião própria, de quem gosta de se dar ao trabalho de pensar e escrever aquilo que pensa!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

19
Mar15

Concha que me embala!‏

por chapeusechapeladas
As conchas da vida
uma aqui
outra acolá
cheirando a ouro e a mofo
uma hora
outra amanhâ
cheirando a suor e a lágrimas
como quem cheira a madrugada
e sente o sangue a correr
na ponta de uma espada
fazem-se camadas
sem ordem teorótica
contas atrasadas
uma voz afónica.....
-Não me deixem
-Não me deixem

Faço-me rogado
sinto-me forte
completaente passado
sem saber da minha concha da sorte
-Onde está ela?
-Alguém a viu?
Mais uma noite mal dormida
uma etapa comprida
uma nova concha que se acumolou
importante mesmo é saber onde estou
em que margem vivo
sem ligar aos mares que me separam
de outras teorias
foram as flores que me juntaram
a todas as minhas frustrações e alegrias
e agora não tenho jardim
só o cheiro a mar salgado
prisioneiro sem correntes
correndo de lado para lado
como as restantes gentes
numa concha laminada
pelo destino forjada
dizem que não se vê
eu pergunto:
-Porquê?
Se todas as conchas são coloridas
porque é a minha incolor?
São todas as crenças despidas
numa única concha de dor
numa única concha apertada
custa-me respirar
notei que a minha concha não é igual a muitas

mas também não é diferente de milhares
veio do mar
perdeu-se na terra
não sabe como voltar
e nunca soube que a vida é bela
é uma concha muito limitada
mas é a minha
hoje, amanha e sempre
nasci com ela
e com ela vou continuar a caminhar
até que um dia......
Regressêmos os dois ao mar
ao mar que nos uniu
ao mar que nos casou
na sombra de um homem que um dia partiu
á saudade de um menino que não voltou!




























































 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

19
Mar15
Numa via única e pioneira
a razão perdeu-se num lugar cheio de brumas
nunca soube qual a fronteira
feita de ferro e plumas
em muscúlos desordeiros
um desgraçado sem sorte
nem sempre os melhores são os primeiros
e só os vivos conhecem o desafio da morte
a exploração do homem pelo homem
desafios diários
num mundo de promessas eleitorais
morte aqueles que são os otários
que elegem os marginais
morte á luta operária
que eleva ex. trabalhadores
anarquistas de uma espécie de pária
que não passam de estupores
morte á guerra
tortura para todos quantos a promovem
a estupidez de quem a  espera
a esperteza daqueles que dela fogem
morte a qualquer coisa que não seja boa para nós
morte para quem mata a animação
morte para quem é contra a alma que tem voz
morte para quem não tem coração.

Nos mundos descobertos
não se apaga a soleira de uma porta a cair de podre
não apaga a mesa sem comida
que pobre em todos os aspectos
esmaga a alma comprimida
numa diferença ingénua
de quem não compra a pobreza nem em cartão postal
e surge ai uma ideia
cria-se um palanque
salta para cima dele um palerma
a multidão ocorre
gente pobre e feia
horrorosa na sua ignorância
mais um que vai a caminho da mama anunciada
e que mama boa ela é
tem um biquinho dourado
está sempre em pé
mama o mais graduado
mama o mais apetrechado
os pobres saltam, gritam, enchem-se de orgulho
elegeram o seu preferido
ganhou o seu partido
dizem eles com orgulho desenfreado
até sentirem no cu o supositório dos aumentos
desfazem-se em lamentos

sent
em que o tal supositório fica cada vez maior
arrebemta-lhes com o cu todo
bem feito seus filhos da pobreza
operários iletrados
alheios da esperteza
são os nossos soldados
que morrem sem saber porquê
mandados para os campos da batalha
são os Braille que o destino vê
a marchar cantando contentes
malditas gentes
que morrem como moscas atoladas de merda
paus mandados daqueles que fogem das frentes
eleitos que mandam eleitores para o horror
dizem que é uma prova de amor
á patria amada
um pin na lapela
e já são os maiores patriotas
visitam os velórios dos soldados em qualquer capela
afinal eles não são os idiotas
que os elegem
que morrem por eles
há quem me dera que num mundo perfeito
eu estivesse do lado certo
para esquecer este mundo imperfeito
onde sou levado na onda das pessoas burras

alheias de pensamento
quem mal fiz eu para morrer com elas?
que mal fiz eu para rastejar como elas?
que mal fiz eu para ser condenado ao lado delas?
eu que não tenho partido
eu que não gosto de políticos
este é o meu lamento mais sentido
é como estar no meio de um bando de paraliticos
só que estes votam
e por norma
votam mal
e numa via única e pioneira
eu defendo a pena de morte para quem vota
e depois protesta contra quem votou
eu defendo a pena de morte para quem tem um partido
e depois reclama que o seu líder os roubou
eu defendo a pena de morte para todos quantos vão ás urnas
e eu é que tenho que pagar por eles serem uns perfeitos analfabetos
palrando como se fossem conhecedores
são estes os vencedores
com promessas e mais promessas
sem vergonha na cara por terem prometido antes sem comprir
este mundo está ás avessas
calem-se que eu quero dormir
pois talvez quando acordar

acorde num século mais avançado
sem políticos para me chatear
sem pobres para neles votar
morte a todos eles
mas se não houver pena se morte
que sejam lançados no espaço e abandonados á sua sorte
fico com pena dos Marcianos ou outros que os encontrarem
é que tem veneno que nunca desaparece
e política é um mal enraizado
é um cancro que nunca transparece
apenas existe
para que tudo o que tenha valor desapareça
nos bolsos fundos dos iluminados eleitos
que sem matarem e roubarem directamente
estão na linha da frente
para cativar uma vez mais aqueles que mais os ajudam
os pobres,
os burros,
os idiotas,
os crentes,
os descendentes,
os pretendentes,
os interessados,
os interesseiros,
os endinheirados,
será que estou sozinho neste mundo?





























 
 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D