Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


18
Nov13

A guerra das mamas!!

por chapeusechapeladas

Os fãs da “texana” Sheyla Hershey “gabavam-se”, até ao fim de 2008, que era dela o título de mulher com as maiores próteses de silicone do mundo. Jornais como o “New York Post” e o britânico “Daily Star” publicaram reportagens sobre o suposto recorde da brasileira, que nasceu Sheyla Almeida em 1979 em Vitória, no Espírito Santo, mudou-se para o Texas em 2002 e casou-se com Derik Hershey.

À esquerda, a argentina Sabrina Sabrok. (Foto: Reprodução/YouTube); à direita, a brasileira Sheyla Hershey. (Foto: Reprodução/Site oficial).

Ela fez nove cirurgias para aumentar os seios. A última delas no Brasil, após os médicos norte-americanos se recusaram a operá-la. As leis do Texas proíbem tanto silicone numa só pessoa.

Além disso, ficaram com medo de que Sheyla apresentasse problemas musculares, respiratórios ou posturais em consequência de todo aquele volume extra. Havia ainda o risco de ruptura de tecidos ou da própria prótese.

Sheyla chegou a ter 7 litros de implantes (outras fontes dizem que ela “não passou de 5,5 litros”). A sua meta era chegar aos 10 litros em dezembro de 2008.

Mas em novembro descobriu que estava grávida. Para alívio dos familiares, que não aprovam a sua obsessão, Sheyla não só desistiu temporariamente do recorde como também retirou grande parte dos implantes para não prejudicar o desenvolvimento e a amamentação da criança. Ela estaria agora apenas com 1 litro de silicone.

O caminho ficou livre para as duas outras concorrentes mais fortes: a cantora e apresentadora argentina Sabrina Sabrok e a actriz porno americana Maxi Mounds(Maiores seios porno entram para o Guinness Book) na foto ao lado. Biografias de Mounds na web garantem que as suas medidas foram homologadas pelo Guinness, o Livro dos Recordes, em fevereiro de 2005: parte inferior do seio com 91,44 cm e ao redor dos seios, acima do mamilo, com 153,67 cm. Sheyla teria chegado, no máximo, a 125 cm.
A ex-modelo, dançarina, cantora e apresentadora de TV argentina Sabrina Sabrok diz ser, no mínimo, detentora das maiores próteses da América Latina. A transformação dela choca porque, quando dançava, era uma menina franzina e de poucas curvas. Depois de aumentar os seios com 3,5 litros de silicone, ela voltou as suas atenções para o traseiro, que também já começou a ser aumentado.

A guerra das mamas está instalada e só espero e desejo que nenhuma destas pretendentes ao trono das maiores mamas coloque tanto selicone que exploda!!

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D