Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]


28
Nov13

Desassombradamente, a vida!!‏

por chapeusechapeladas

Um barco para dois

para organizar um vela a deriva
o sonho fica para depois
agora há que salvar a vida
por rotas nunca antes navegadas
choram-se os mortos
os cangalheiros estão a postos
desde que não seja eu
que continue atravessado nas ondas espaçadas
tira-se a sorte
um dia de semana, uma semana de um mês
a hora da morte
que aparece em toda a sua altivez
sem salva vidas visível
cavaqueira e cortes
sem razão plausível
como uma carta exterior
navego em águas desconhecidas
albatrozes e golfinhos
golfinhos e marmotas
voam e navegam
neste barco que já deixou de ser privado
agora é de todos
ricos e pobres
todos que querem liberdade
nem que seja através dos sonhos
construídos e perdidos no mar
com uma sombra negra para os abraçar
sem longitude
nem latitude
o espírito permanece
remando numa esperança que não se desvanece
esperança essa que vai a qualquer lado
sem medo de navegar
-terra a vista!!
Só para quem a conquista
e nela se consegue inspirar!!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D