Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


05
Jan14

Globo

por chapeusechapeladas

Morre Eusébio, ex-atacante do Benfica e da seleção de Portugal

O ex-atacante Eusébio morreu na madrugada de domingo, aos 71 anos, vítima de uma parada cardiorrespiratóriaFoto: DENIS BALIBOUSE / REUTERS

O ex-atacante Eusébio morreu na madrugada de domingo, aos 71 anos, vítima de uma parada cardiorrespiratória DENIS BALIBOUSE / REUTERS

RIO - O ex-atacante Eusébio, maior jogador da história do Benfica e de Portugal, morreu na madrugada deste domingo, em Lisboa, aos 71 anos de idade. Conhecido como Pantera Negra, o ex-jogador, que sofrera um AVC em 2012, teve uma parada cardiorrespiratória e não resistiu. Nos últimos anos, Eusébio da Silva Ferreira esteve várias vezes internado.

PLANETA QUE ROLA: Cristiano Ronaldo, Figo, David Luiz... as homenagens a Eusébio nas redes sociais

Nascido a 25 de Janeiro de 1942 na então Lourenço Marques, hoje Maputo, Eusébio tornou-se o maior símbolo do futebol português. Revelado no Sporting de Lourenço Marques no fim dos anos 1950, o moçambicano chegou a Lisboa no fim de 1960 contratado pelo Benfica, onde se tornou o maior artilheiro da história do clube (638 gols) e sua principal referência durante as 15 temporadas em que defendeu a equipe lisboeta. Brilhou também a serviço da seleção de Portugal, no Mundial de 1966, onde foi o goleador.

FOTOGALERIA: Veja imagens da carreira de Eusébio

Pelo Benfica, Eusébio conquistou nada menos do que 11 Campeonatos Nacionais (1960/61, 1962/63, 1963/64, 1964/65, 1966/67, 1967/68, 1968/69, 1970/1971, 1971/72, 1972/73 e 1974/75), cinco Taças de Portugal (1961/62, 1963/64, 1968/69, 1969/70 e 1971/72) e uma Taça dos Campeões Europeus, hoje Liga dos Campeões da Uefa (1961/62), além de ter sido três vezes vice-campeão europeu (1962/1963, 1964/65 e 1967/68).

Sete vezes maior goleador do campeonato português (1963/64, 64/65, 65/66, 66/67, 67/68, 69/70 e 72/73), duas vezes melhor marcador europeu (1967/68 e 72/73), Eusébio foi eleito em 1965 o melhor futebolista europeu da temporada, e é considerado um dos maiores jogadores mundiais de todos dos tempos. Maior craque nascido no continente africano, o Pantera Negra marcou 514 gols em 504 jogos oficiais, uma média impressionante de praticamente um gol por partida.

Eusébio chegou ao ápice da carreira na disputa da Copa de 1966, na Inglaterra. Ao vencer por 3 a 1 na fase de grupos, Portugal eliminou o Brasil, então bicampeão mundial. Depois, tirou a Coreia do Norte nas quartas de final (5 a 3) e chegou às semifinais, onde acabou derrotado pelos anfitriões (1 a 2). Ao bater a antiga União Soviética por 2 a 1, o selecionado luso terminou a competição em terceiro lugar, melhor resultado de Portugal em Copas do Mundo até hoje. Goleador com nove gols (três a mais que o vice, o alemão Helmut Heller), o Pantera Negra, então com 24 anos, foi exaltado como o grande nome do torneio, vencido pela Inglaterra.

Sua atuação mais importante no Mundial da Inglaterra de 1966 foi no jogo contra a Coreia do Norte, em que marcou quatro gols, contribuindo decisivamente para a vitória de Portugal por 5 a 3, de virada, após levar 3 a 0 dos sul-coreanos. "Foi o meu dia", recordou mais tarde, quando, no Mundial de 2010, na África do Sul, a equipe portuguesa voltou a enfrentar a asiática.

Pela seleção de Portugal, o ex-atacante disputou 64 partidas e anotou 41 gols, obtendo a média de 0,64. Seu primeiro duelo defendendo a esquadra foi em 8 de outubro de 1961, menos de um ano após estrear pelo Benfica, e seu último compromisso, em 1973, pelas Eliminatórias para a Copa do ano seguinte, na Alemanha.

Jogou no Benfica até 1975, tendo depois atuado ainda em clubes da América do Norte, no Beira Mar e no União de Tomar – esta última uma breve experiência que durou até março de 1978, após o que regressou aos Estados Unidos para tentar uma efémera experiência no futebol 'indoor'.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D