Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


21
Jul14

Por todo um ser...‏

por chapeusechapeladas

 

Das sementes brotam esperanças

espalhadas pelos campos que nunca vi
em todas as festas existem crianças
na minha festa existe uma que nunca esqueci
presa entre espinhos das roseiras
contas que nunca foram feitas
contabilizados os sonhos ilegais
foram anos de fracas colheiras
ainda não muito bem entendidas
tal como eu ainda não as entendi
só vejo um pequeno barquinho
a deriva sem bússola interior
é tão ridiculamente pequenino
que não ousa crescer para ser maior
demasiado jovem para ser um erudito
demasiado velho para ser inocente
existem muitos benefícios por ser solicito
ainda mais existem por ser condescendente
sou anfitrião do meu próprio obituário
faz imenso tempo que o meu campo está semeado
houve em tempos uma criança que morreu
um adolescente que não sobreviveu
um adulto que nunca cresceu
e no final para contar tudo
o velho falecido era eu!!

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D